Equipe QE

Bruno “Beto” Severian

Esse é o Beto!

Com uma pitada de tradicionalismo advinda da escola mais cascagrossa do Brasil, a Paranaense, Beto é o mais árduo defensor da escalada limpa da região.

Escalando em móvel em São Luís do Purunã, PR – Um dos melhores lugares do Brasil para esta prática

Mas apesar da escola e influências trad, Beto não se deixa abater com aquele papinho de “Eu escalo parede!” para justificar sua “Não-Evolução” na escalada, como fazem alguns. Na esportiva tem mandado nonos graus como a Escalambião em Itaqueri da Serra (via esta que possui o crux protegido com peças móveis) e a Cogeba.  Sua cadena mais treta foi a “Tomara que seje” 10a, em Itaqueri da Serra. No Cuscuzeiro, entrou para o seleto grupo dos escaladores que mandaram a mítica via “Caixa de Pandora”. Além de detonar nas vias do quintal de casa (cuscuzeiro, itaqueri, invernada) também viaja bastante, tendo escalado no Frey e em Chaltén (Na Argentina), em vários picos paranaenses como Anhangava, setor 3 de São Luís do Purunã e Marumbi. Em 2012 junto com a Equipe QE esteve em Igatu, na Bahia e no 10° Petzl RocTrip na Piedra Parada, na Patagônia Argentina. Além é claro da peregrinação anual até a Meca da escalada no Brasil: A serra do Cipó, onde tem várias cadenas fortes também.

https://www.youtube.com/watch?v=9ZETBAxXQ6Y

Fissura da Caverna, no Anhangava, próximo a Curitiba, no PR. Na seg o grande amigo Andrey Romaniuk (tradfriends).

Tendo trabalhado por vários anos como instrutor e guia de escalada em Analândia e São Carlos, foi também responsável por toda a montagem da estrutura de vertical de espetáculos de dança como Alice no País das Maravilhas e Peter Pan. Atualmente Beto faz o Curso de Gestão Ambiental, na Universidade Federal de São Carlos.

Manga do Céu – Igatu/BA

Setor Labirinto – Igatu/BA

Serra do Cipó, G3 (MG)

Equipe Quero Escalar no Petzl RocTrip

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.